Séries

Brasil, Travessias

Direção: Silvio Tendler

Descrição: "Brasil, Travessias" descortina o país que está fora dos cartões postais através da diversidade da arte, da riqueza do povo e da exuberância de paisagens pouco exploradas. As cores, os aromas, os sons e as texturas do país são os protagonistas da série, apresentada pelo engenheiro ambiental e fotógrafo Jurandir Lima. Percorremos onze estados e visitamos mais de 70 cidades para mostrar personagens e lugares que compõem a pluralidade dos tantos brasis que cabem no Brasil. Conhecemos mestres da arte popular brasileira que, através de diversas manifestações, preservam e difundem a cultura do país. Tecido, argila, madeira e sons transformam-se em retratos da nossa cultura. São as rendeiras e bordadeiras, os artesãos do tear, os escultores do barro e da madeira, os cantadores de músicas tradicionais e os que produzem instrumentos tipicamente brasileiros. Distantes dos grandes centros urbanos, eles imprimem em seu trabalho a estética do Brasil profundo, das pequenas vilas isoladas, dos rastros do contato com a cultura indígena, quilombola e européia. A série também revela modos de vida e tradições de diversas regiões. Mostramos a sabedoria das lavadeiras das beiras de rio, a lida das doceiras, a aridez da rotina dos vaqueiros dos sertões, o trabalho dos moradores de áreas rurais da região Sul em baixas temperaturas e as estratégias de sobrevivência de pequenas comunidades isoladas pela seca do nordeste. Visitamos a caatinga, o cerrado, a mata atlântica, a floresta tropical equatorial e os campos sulinos em busca de ângulos pouco explorados pela mídia convencional.

Classificação Etária Indicativa: Livre

Ano de Produção: 2018

País de Origem:

Classificação Ancine: 01 - Obra Não Publicitária Brasileira, Constituinte de espaço qualificado e Independente.

Dias/Horários: Segunda a quinta às 22h00 / Terça a sexta às 11h30 / Sábados às 22h30

Detalhes Episódio (21/04/2020) Brasil, Travessias O Brasil da montanha
Duração: 00:27:48
Sinopse: A série foi buscar no coração da Mata Atlântica o Rio de Janeiro fora do convencional: a serra da mantiqueira. Conhecemos o Parque Nacional do Itatiaia, que fica entre Minas Gerais e São Paulo, onde montanhas e rochas revelam uma paisagem que está além das praias que caracterizam o Estado. Seu ponto mais alto fica a 2.791 m. O parque abriga 370 espécies de aves, 50 de insetos e 111 de mamíferos e dezenas de anfíbios e répteis. Em suas montanhas nascem 12 importantes bacias hidrográficas da região. Na parte baixa do parque, caminhamos com um grupo de montanhistas por trilhas em meio ao frescor da mata úmida. Vimos árvores típicas da região e que estão sob ameaça de extinção, como o palmito juçara. Já na parte alta, conhecida como campos de altitude, subimos os dois pontos mais conhecidos do parque. Com um grupo que incluiu um montanhista que tem apenas uma perna e é um exemplo de superação, chegamos ao topo do Maciço das Prateleiras. No dia seguinte, uma família que nasceu no parque e vive lá há três gerações nos conduziu ao cume do Pico das Agulhas Negras.